Parasha Haazinu

Parasha Haazinu

Haazinu (Dêem ouvidos) Dt 32.1–52 / II Sm 22:1-51 / Rm 10:17-11:12;12:19;15:9-10         Na Parasha desta semana estaremos estudando o cântico de Moshe e suas implicações como a Palavra de D-us para o seu povo. Veremos como o Eterno colocou nos lábios de Moshe diversas determinações que haverão de nortear toda a nação no futuro.         Este discurso tem início com as seguintes palavras: “Inclinai os ouvidos, ó céus, e falarei; e ouça a terra as palavras da minha boca. Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva” (Dt 32:1-2). A palavra “falarei” vem do termo hebraico dabar e significa “falar, declarar, conversar, ordenar, prometer, advertir”. Já a palavra “palavras” vem do termo hebraico emor que significa “discurso, palavra”. A diferença entre estes dois termos é que dabar nos fala de uma conversa entre duas partes; já emor nos fala de alguém proferindo um discurso e a outra parte é simplesmente a ouvinte. No primeiro caso presenciaremos um diálogo; depois um discurso. Moshe falando pelo IHVH diz: “Goteje a minha doutrina como a chuva” onde a palavra “doutrina” vem do termo hebraico leqah que significa “aprendizagem”. Aquilo que modernamente chamamos de “doutrina” a Torah nos diz ser “aprendizagem”, ou seja, é fruto de palavras que são ministradas, compreendidas e

Read More

Parasha Vayelech

Parasha Vayelech

Vayelech (E ele vai) Dt 31.1-30 / Os 14:2-10 Mq 7:18-20 Jl 2:15-27 / Rm 10:1-17         Na Parasha desta semana estaremos analisando mais uma porção do discurso de Moshe antes de sua partida para o IHVH. Suas palavras ecoam dizendo: “Depois foi Moshe, e falou estas palavras a todo o Israel, e disse-lhes: Da idade de cento e vinte anos sou eu hoje; já não poderei mais sair e entrar; além disto o IHVH me disse: Não passarás o Jordão. O IHVH teu Elohim passará adiante de ti; ele destruirá estas nações de diante de ti, para que as possuas; Iehoshua passará adiante de ti, como o IHVH tem falado. E o IHVH lhes fará como fez a Siom e a Ogue, reis dos amorreus, e à sua terra, os quais destruiu. Quando, pois, o IHVH vo-los der diante de vós, então com eles fareis conforme a todo o mandamento que vos tenho ordenado. Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque o IHVH teu Elohim é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará” (Dt 31:1-6). Moshe relembra a Israel que sua idade já é avançada; ele tem 120 anos e já não pode sair e entrar como antigamente; isso significa que Moshe já não tem mais permissão de ensinar ao povo a Torah – transmitindo-lhes aquilo que o Eterno lhe

Read More

Parasha Nitzavim

Parasha Nitzavim

Nitzavim (Postado) Dt 29.9-30–30.20 / Is 61:10 – 63:9 / Jo 15:1-11         Na Parasha desta semana estaremos estudando a confirmação da promessa do Eterno quanto à validade de sua Palavra acerca de Israel.   O primeiro conselho novamente é muito claro: “Guardai, pois, as palavras desta aliança, e cumpri-as, para que prospereis em tudo quanto fizerdes. Vós todos estais hoje perante o IHVH vosso Elohim; os capitães de vossas tribos, vossos anciãos, e os vossos oficiais, todos os homens de Israel; os vossos meninos, as vossas mulheres, e o estrangeiro que está no meio do vosso arraial; desde o rachador da vossa lenha até ao tirador da vossa água; para entrardes na aliança do IHVH teu Elohim, e no seu juramento que o IHVH teu Elohim hoje faz convosco; para que hoje te confirme por seu povo, e ele te seja por Elohim, como te tem dito, e como jurou a teus pais, Avraham, Itshaq e Ia´aqov” (Dt 29:9-13). A palavra “prospereis” vem do termo hebraico sakal e significa “ser sábio, agir sabiamente, ter sucesso, perceber, entender”. Novamente, vemos que o que o Eterno quer nos dizer é que se o obedecermos e agirmos com sabedoria em todas as coisas certamente teremos sucesso como resultado de nosso trabalho! Todas as nossas atividades resultarão em eventos bem-sucedidos quando agirmos sabiamente… Isso não se aplica somente aos “grandes empresários”

Read More

Parasha Ki tavo

Parasha Ki tavo

Ki tavo (Quando vieres) Dt 26.1 – 29-8 / Is 60:1-22 / Lc 24:44-53         Na Parasha desta semana estaremos abordando mais um discurso de Moshe onde ele continua relembrando ao povo de Israel aquilo que lhes fora dito durante sua caminhada pelo deserto até aquele ponto. Moshe relembra ao povo que eles devem trazer as primícias de sua colheita ao Eterno. “E será que, quando entrares na terra que o IHVH teu Elohim te der por herança, e a possuíres, e nela habitares, então tomarás das primícias de todos os frutos do solo, que recolheres da terra, que te dá o IHVH teu Elohim, e as porás num cesto, e irás ao lugar que escolher o IHVH teu Elohim, para ali fazer habitar o seu nome. E irás ao sacerdote, que houver naqueles dias, e dir-lhe-ás: Hoje declaro perante o IHVH teu Elohim que entrei na terra que o IHVH jurou a nossos pais dar-nos. E o sacerdote tomará o cesto da tua mão, e o porá diante do altar do IHVH teu Elohim” (Dt 26:1-4). Ele relembra que a terra está sendo dada a Israel por IHVH Elohim! E isso significa que o Eterno tornou-se o Criador de Israel – além de ter criado também todas as outras coisas – e por isso Ele tem condições de dar a Israel a terra como herança! A palavra

Read More

Ki Tetze

Ki Tetze

Ki Tetze Quando Fores Dt 21.10–25.19 / Is 54:1-10 / I Co 5:1-5 Na Parasha desta semana continuaremos estudando sobre os resultados da guerra, sobre a educação de filhos, amor para com o próximo e também sobre as vestes masculinas e femininas. Moshe dá uma orientação quanto aos “prisioneiros de guerra” e neste caos há algo muito especial: uma mulher estrangeira que é tomada por um israelita como sua esposa. “Quando saíres à peleja contra os teus inimigos, e o IHVH teu Elohim os entregar nas tuas mãos, e tu deles levares prisioneiros, e tu entre os presos vires uma mulher formosa à vista, e a cobiçares, e a tomares por mulher, então a trarás para a tua casa; e ela rapará a cabeça e cortará as suas unhas. E despirá o vestido do seu cativeiro, e se assentará na tua casa, e chorará a seu pai e a sua mãe um mês inteiro; e depois chegarás a ela, e tu serás seu marido e ela tua mulher. E será que, se te não contentares dela, a deixarás ir à sua vontade; mas de modo algum a venderás por dinheiro, nem a tratarás como escrava, pois a tens humilhado. Quando um homem tiver duas mulheres, uma a quem ama e outra a quem despreza, e a amada e a desprezada lhe derem filhos, e o filho primogênito for

Read More

Shoftim

Shoftim

Shoftim (Juízes) Dt 16.18–21.9 / Is 51:12 – 52:12 / Mt 3:1-17         Nesta Parasha estaremos falando sobre outros aspectos da Torah que são “relembrados” ao povo de Israel nos momentos que antecedem sua entrada na Terra prometida. É enfatizado o aspecto do “juízo”, padrão que deveria ser seguido por eles até o fim dos tempos. Vejamos então o que diz a Torah: “Juízes e oficiais porás em todas as tuas portas que o IHVH teu Elohim te der entre as tuas tribos, para que julguem o povo com juízo de justiça. Não torcerás o juízo, não farás acepção de pessoas, nem receberás peitas; porquanto a peita cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos. A justiça, somente a justiça seguirás; para que vivas, e possuas em herança a terra que te dará o IHVH teu Elohim” (Dt 16:18-20). As portas – locais onde está a autoridade – deveriam ter shoftim (juízes) e também shoterim (funcionário, oficial). Os juízes deveriam julgar, governar o povo conforme as determinações da Torah. Eles eram considerados como autoridades quando a usavam legitimamente. Isso significa que sua autoridade provinha de algum lugar: a Torah. São duas “autoridades” que se completam e, unidas entre si, fazem com que os desejos do Eterno guiem o povo de forma justa, honesta e imparcial. Os “shoterim” eram provavelmente profundos conhecedores da Torah e também

Read More

Parasha Re´eh

Parasha Re´eh

Re´eh Observe Dt 11.26–16.17 / Is 54:11–55:5 / Jo 7:37-52 Na Parasha desta semana estaremos “repassando” mais alguns dos mandamentos dados pelo IHVH para seu povo. Está dito assim: “Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição; a bênção, quando cumprirdes os mandamentos do IHVH vosso Elohim, que hoje vos mando; porém a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do IHVH vosso Elohim, e vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes” (Dt 11:26-28). O Eterno propõe ao povo dois caminhos distintos: a benção e a maldição. A palavra “benção” vem do termo hebraico baraq que significa “dar poder a alguém para que seja próspero, bem-sucedido e fecundo”. Já a palavra “maldição” vem do termo hebraico qelalâ que significa “a ausência de um estado abençoado e um rebaixamento a um estado inferior”. Dá ainda a ideia de ser afastado da escolha divina; sem importância, insignificante. Mas, o que conduz à um ou outro estado? Moshe nos informa que o cumprimento dos mandamentos do Eterno (IHVH Elohim) conduz ao estado de bênção; já o não cumprimento – desobediência – conduz ao estado de maldição. Os montes Gerizim e Ebal serviriam como referenciais para o pronunciamento das bênçãos e maldições para que o próprio povo escolhesse o caminho por onde deveriam seguir! “E será que, quando o IHVH

Read More

Parasha Ekev

Parasha Ekev

Ekev (Porque) Dt 7:12–11.25 / Is 49:14 – 51:3 / Hb 11:8-13 Na Parasha desta semana estaremos estudando a continuação do discurso de Moshe que relembra aos filhos e Israel as determinações que lhes haviam sido dadas no deserto enquanto estavam peregrinando. O texto nos diz o seguinte: “Será, pois, que, se ouvindo estes juízos, os guardardes e cumprirdes, o IHVH teu Elohim te guardará a aliança e a misericórdia que jurou a teus pais; e amar-te-á, e abençoar-te-á, e te fará multiplicar; abençoará o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, o teu grão, e o teu mosto, e o teu azeite, e a criação das tuas vacas, e o rebanho do teu gado miúdo, na terra que jurou a teus pais dar-te. Bendito serás mais do que todos os povos; não haverá estéril entre ti, seja homem, seja mulher, nem entre os teus animais. E o IHVH de ti desviará toda a enfermidade; sobre ti não porá nenhuma das más doenças dos egípcios, que bem sabes, antes as porá sobre todos os que te odeiam. Pois consumirás a todos os povos que te der o IHVH teu Elohim; os teus olhos não os poupará; e não servirás a seus deuses, pois isto te seria por laço. Se disseres no teu coração: Estas nações são mais numerosas do que eu; como as poderei lançar

Read More

Va’etchanan (Eu supliquei) Dt 3:23–7:11 / Is 40:1-26 / Mt 23:31-39 Na Parasha desta semana estudaremos mais alguns fatos que recordam a caminhada do povo de Israel pelo deserto e as determinações recebidas por eles pelo Eterno para poderem alcançar a promessa em Canaã. O texto nos diz assim: “Também eu pedi graça ao IHVH no mesmo tempo, dizendo: IHVH Elohim! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Elohim há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos?” (Dt 3:23-24). Moshe fala-nos sobre o seu posicionamento em relação ao Eterno e sobre um pedido que ele lhe fez: graça para poder passar o Jordão e entrar na terra! A palavra “graça” vem do termo hebraico hanan e significa “ser gracioso, compadecer-se; suplicar, implorar”. Já a palavra que define o Eterno vem do termo hebraico IHVH que significa “Eu me torno aquilo que me torno”. Ou seja, Moshe tentou “influenciar” ao Eterno para que ele mudasse de idéia em relação ao que havia dito sobre ele, permitindo-lhe assim entrar na terra de Canaã. Isso seria um ato de “graça”, ou seja, seria um ato de compaixão, pois ele agora estava implorando isso ao IHVH! Moshe usa uma combinação de palavras no hebraico para chamar ao Eterno e Adonai IHVH

Read More