Category Archives: Purim

As mitsvot de Purim

As mitsvot de Purim

As Mitsvot de Purim Os Principais Preceitos de Purim OUÇA A LEITURA DA MEGUILÁ Para reviver os milagrosos eventos de Purim, ouvimos a leitura da Meguilá (Rolo de Ester) à noite, e uma vez mais no decorrer do dia. As duas leituras são obrigatórias. Quando o nome de Haman for mencionado faz-se barulho com o reco-reco. A leitura é ouvida atentamente para que nenhuma palavra seja perdida. PRESENTEIE OS NECESSITADOS Interesse e dedicação para com os necessitados é uma responsabilidade durante o ano todo. Particularmente em Purim, a mitsvá mais importante é lembrar dos menos afortunados. Dê um donativo a pelo menos duas pessoas carentes no decorrer do dia. A melhor maneira de cumprir esta mitsvá é através da doação direta. Se por acaso não encontrar nenhuma pessoa nessas condições deposite algum dinheiro nas caixinhas de tsedacá. ENVIE ALIMENTOS COMO PRESENTE Em Purim enfatizamos o mérito da união e amizade judaicas, enviando aos amigos dádivas sob forma de alimentos. Mande durante o dia de Purim, a pelo menos um amigo, no mínimo duas espécies comestíveis casher (no mínimo, 30g para sólidos e 86ml para líquidos) prontas para comer (por exemplo: doces, frutas, bebidas, etc.). PARTICIPE DE UMA REFEIÇÃO FESTIVA Como em todas as festas, uma refeição especial é feita para celebrar Purim (incluindo carne e vinho), quando familiares e amigos se reúnem para comemorar a data.  

Purim: o despertar de um povo

Purim: o despertar de um povo

Purim o despertar de um povo A Meguilat Esther, um dos 24 livros da Torá Escrita, narra a história de Purim. Ouvir a leitura desta narrativa duas vezes, em hebraico, antes da quebra do Jejum de Esther e, novamente, no dia seguinte, é um dos mandamentos da festividade. É obrigatório a todos os judeus ouvir atentamente cada palavra da Meguilá, pois o texto sagrado é muito mais do que um relato de um momento decisivo em nossa história. De fato, trata-se de uma impressionante lição para cada um de nós, judeus. Mark Twain, famoso escritor americano e admirador do povo judeu, disse certa vez que a história não se repete, mas rima. Se aplicada à história judaica, sua observação é muito verdadeira no tocante à Purim. “Quem acredita que a Meguilá apenas narra um evento passado”, segundo ensinava o Baal Shem Tov, “não se desincumbiu da obrigação de ouvi-la”. Pois que a história de Purim se repete, ainda que de forma ligeiramente diferente, em todas as gerações. Nestes dias em que vivemos, vemos nações e pessoas que, sem que se compreenda o motivo ou o que lucrarão, levantam-se contra o povo judeu. Por vezes, o inimigo, como o vilão do Purim original, é, ao menos, honesto a ponto de declarar abertamente a guerra. Mas por outras, age de forma insidiosa, silenciosa, mostrando um rosto amigo, ao passo que

Read More

Purim passo-a-passo

Purim passo-a-passo

Purim Passo-a-Passo A Festa Divertida Purim, celebrado em 14 de Adar, é o dia mais divertido, mais movimentado do ano judaico. Há 2.400 anos, Haman, o primeiro-ministro da Pérsia, persuadiu o Rei Achashverosh a emitir um decreto ordenando o extermínio de todos os judeus. Mordechai, o líder dos judeus, reuniu seu povo, conclamando-o para que se unissem em preces e arrependimento. Enquanto isso sua prima Esther, que devido a uma milagrosa cadeia de eventos era a rainha de Achshverosh, persuadiu o rei a poupar o povo judeu. Achashverosh acedeu ao pedido, Haman foi enviado às galés, Mordechai se tornou primeiro-ministro, os judeus se foram bem-sucedidos na defesa contra seus inimigos, e… nós celebramos! Embora costumemos nos vestir com roupas de festa, Purim não apresenta as restrições de trabalho dos feriados. Apesar disso, é muito bom se você conseguir não trabalhar neste dia e se concentrar na festa e suas mitsvot. Este guia apresenta as leis básicas e os costumes da festa. Vá até a sinagoga e escute a leitura inteira da Meguilá. Também conhecida como “O Livro de Esther”, a Meguilá é o rolo que narra a história de Purim. Ouça duas vezes a leitura em público: uma vez na Noite de Purim e novamente no Dia de Purim. Este ano, a noite será na quarta-feira 7 de março, e o Dia de Purim 8 de março de

Read More

Derrotando Amalek

Derrotando Amalek

Derrotando Amalek Purim, a festa mais alegre do calendário judaico, comemora a vitória do Povo Judeu sobre nosso maior inimigo, Amalek – símbolo do mal no mundo – que foi personificado por Haman, responsável por arquitetar um plano de genocídio contra os judeus da antiga pérsia. Através das gerações, nós, judeus, tivemos uma longa lista de inimigos. Os antigos egípcios nos escravizaram, os babilônios destruíram nosso Templo, os greco-sírios empenharam-se em substituir o judaísmo pelo helenismo e os romanos destruíram o Segundo Templo, exilando-nos de nosso lar ancestral e eterno, a Terra de Israel. Mas, dentre todos os nossos inimigos, um deles é incomparável e se sobressai em sua malignidade – aquele cujo ódio pelo Povo Judeu não encontrou paralelos. Seu nome é Amalek. A Torah, cuja autoria é Divina e que nos ensina a reverenciar a vida, a amar nossos semelhantes e a não odiar nossos inimigos – nem mesmo os egípcios que cruelmente nos escravizaram – é categórica e implacável em se tratando de Amalek. “Lembra-te do que te fez Amalek em teu caminho de saída do Egito. Quando te encontrou no caminho e extirpou todos os que retardavam atrás de ti e tu estavas cansado e exausto e (Amalek) não temeu a D’us. Portanto, quando, o Eterno, teu D’us, te der descanso de todos os teus inimigos em volta de ti, na terra que o

Read More

Purim – Ficha Técnica

Purim – Ficha Técnica

Ficha Técnica Quando jejua-se Em 13 de Adar. Duração O jejum começa antes do amanhecer e termina após o anoitecer. Significado Mordechai, conselheiro do rei da Pérsia, Achashverosh, vestido de andrajos e cinzas, conclamou os judeus para retornar à Torá. Sua prima, a rainha Ester, jejuou em penitência por três dias e pediu ao povo judeu que fizesse o mesmo. Só então encaminhou-se até o rei para acusar Haman de querer matar seu povo. Os judeus obtiveram permissão para se defender e, em 13 de Adar, lutaram contra o inimigo, destruindo-o. Para relembrar este dia de prece e jejum que precedeu a vitória, nossos Sábios instituíram o Jejum de Ester. Costumes Antes da prece de Minchá é costume doar três moedas de meia unidade monetária para tsedacá, em lembrança do meio-shekel que cada um deveria doar para o Templo Sagrado. Para quem esquecer ou não estiver presente na sinagoga, poderá realizar este costume na manhã de Purim, antes da leitura da Meguilá ou durante o dia. Purim Quando Comemora-se Em 14 a 15 de Adar. Significado Origina-se da palavra “Pur”, sorteio. Referente a data em que Haman sorteou e marcou para o aniquilamento de todo o povo judeu. Na verdade, transformou-se na data de sorte do povo judeu, quando então foi salvo e saiu-se vitorioso. Esta data marcou para sempre o dia em que comemora-se com grande alegria

Read More

Decreto de morte

Decreto de morte

Decreto de morte Revogando o decreto de morte Nossa vida é vivida a partir de ciclos; ora estamos bem ora não. Há uma estreita conexão entre a nossa vida e a eternidade presente e não podemos viver sem considerar que o mundo espiritual está presente entre nós diariamente e por vezes é mais real que o nosso mundo físico. Estamos nos aproximando de mais uma festa: Purim. Esta festa é conhecida como “A Festa da Rainha Ester” e celebrada de diversas formas. Mas, existe um componente central na festa que por vezes nos esquecemos: nós – Israel – fomos condenados à morte por um homem ímpio que trabalhou para convencer o rei Achaverosh a publicar um decreto contra os judeus! Todo um “enredo” perpassa a situação que desemboca finalmente na confecção do decreto real. O que levou a isso: arrogância e ódio, dois ingredientes que trabalham junto com a finalidade de matar aqueles que não se curvam diante de homens que se consideram tão poderosos em si mesmos que desprezam não somente a vida como também ao Eterno! Tais pessoas preparam as situações e circunstâncias sempre embasados em sua premissa principal: a mentira. Eles não podem fazer nada a partir da verdade, pois esta atitude os impediria de alcançarem seus objetivos nefastos. Este foi o pano de fundo que ocorreu no livro de Ester, quando o Eterno precisou

Read More

9 Coisas que você provavelmente não sabe sobre o mês de Adar

9 Coisas que você provavelmente não sabe sobre o mês de Adar

9 Coisas que você provavelmente não sabe sobre o mês de Adar O mês judaico de Adar é conhecido como um mês de celebração e felicidade, Adar contém o alegre feriado de Purim que ocorre no meio do mês. Purim, no entanto, não é a única coisa que torna Adar especial. A etimologia da palavra nos mostra que: “De acordo com o dicionário teológico BdB, o verbo אדר (adar), originalmente significava “ser largo ou grande”, e começou a significar “aquilo que é superior à outra coisa”, como Haw Wordbook teológico do antigo testamento coloca. Na Bíblia este verbo é usado predominantemente no significado de “ser majestoso”. É frequentemente usado em referência a D-us (Êx 15:10, I Sm 4:8, Sl 93:4), mas também a sua Lei (Is 42:21). Nosso verbo rende três derivados: O substantivo masculino אדר (eder), ou seja, “glória ou magnificência” (Zc 11:13), ou, figurativamente, no sentido de ser um nato largo (Mq 2:8). O adjetivo אדיר (addir), significando Majestoso (Êx 15:10, Jz 5:13). O substantivo feminino אדרת (aderet), significando “glória” (Ez 17:8) ou, figurativamente, manto (I Rs 19:13, Mq 2:8)”. 1 – Seja feliz agora! O Talmud nos diz que “quando chega o mês de Adar, aumentamos em alegria” para dar as boas-vindas a uma época de milagres. Da mesma forma, o Talmud nos diz que esse mês é afortunado para o povo judeu. Conforme vimos

Read More