Ouve Israel!

Mário Moreno/ dezembro 4, 2017/ Artigos

OUVE ISRAEL

“Ouve” (Shema) é a palavra que inicia o verso “Ouve, oh Israel”. “Ouve, oh Israel, o IHVH nosso Elohim é o único IHVH”. Este verso da Escritura foi incorporado à vida judaica e é usado nas orações ao amanhecer e ao anoitecer.

Este verso é o âmago do judaísmo e o centro das opiniões sobre a unidade de D-us. Os mártires através das eras falaram estas palavras quando eram mortos por seus inimigos. Elas foram dadas a Moshe por D-us há 3.5000 anos atrás e tem sido recitadas em cada sinagoga em todo o mundo através dos anos.

Ainda assim não é um mandamento como tal, mas sim um clamor para Israel e todos os seguidores do D-us de Israel, para darem atenção à Torah, as instruções do eterno. A palavra Torah não significa Lei como alguns pensam, mas é a palavra hebraica para “ensinamento” ou “direção” e genericamente refere-se aos cinco livros de Moshe, também conhecidos como Humash (literalmente, “um quinto”), o Pentateuco. Este termo também é suado num amplo sentido, referindo-se à toda Escritura, incluindo a Lei Oral ou as Instruções Orais.

Consequentemente, o “Shema” é um chamado ao estudo de, e uma longa lista de obrigações para com, ou, deixe-me dizer, da alegria de aprender a seguir “as instruções de D-us”.

Estes, pois, são os mandamentos, os estatutos e juízos que mandou o IHVH vosso Elohim para se vos ensinar, para que os fizésseis na terra que passais a possuir; para que temas ao IHVH teu Elohim, e guardes todos os seus estatutos e mandamentos, que eu te ordeno, tu, e teu filho, e o filho de teu filho, todos os dias de tua vida, e que teus dias sejam prolongados. Ouve pois, ó Israel, e atenta que os guardes, para que bem te suceda, e muito te multipliques, como te disse o IHVH Elohim de teus pais, na terra que mana leite e mel. Ouve, Israel, o IHVH nosso Elohim é o único IHVH” Dt 6.1-4.

Entretanto, nós ouvimos ecoar através dos corredores do tempo até o presente dia um chamado para Israel e para todos aqueles que amam o D-us de Israel, para seguirem suas instruções que nos foram dadas para vivermos. Elas não são um fardo, mas são alegria, quando você vê que elas são leves.

Ouve, Israel, o IHVH nosso Elohim é o único IHVH. Amarás pois o IHVH teu Elohim de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu poder. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; e as intimarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-se e levantando-se. Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por testeiras entre os teus olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas” Dt 6.4-9.

Aqui novamente nós recebemos instruções a respeito da pauta (leis ou mandamentos) pelos quais devemos viver. Então não esqueceremos o Senhor nosso D-us e sua palavra para nós. Ele nos deu um mecanismo para lembrarmos. Sua palavra estará sempre à nossa frente e finalmente será escrita, nas tábuas de carne de nosso coração. Mas até lá, devemos imprimi-las e ensiná-las aos nossos filhos. Devemos falar-lhes em nossos lares, enquanto viajamos, onde formos, do momento em que nos levantarmos pela manhã até nos retirarmos para dormir com o “Shema”.

Muitos que não foram educados nas sinagogas ou ensinados nas leis bíblicas judaicas e costumes, ignorantemente não dá importância ao adorador judeu que usa o “Tefillin” (hebraico para “filactérios”) ou que afixa a Mezuzah (hebraico para “ombreira da porta”) nas ombreiras as porta de sua casa. Estes são sinais que relembram como o Tallit, ou xale de orações, onde estão amarrados os “Tzitzit” ou orlas do vestido encontradas em Números 15.37-40.

Como vimos acima, nós temos que relembrar do Senhor nosso D-us e guardar suas leis e mandamentos (suas instruções) para nós, e não rimos após a concupiscência de nossos próprios olhos e corações.

O “Shema” foi sustentado muito amorosamente por nosso bendito Messias Judaico, Ieshua, quando Ele falou:

Não cuideis que vim destruir a Torah ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que os céus e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da Torah, sem que tudo seja cumprido. Qualquer pois que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus” Mateus 5.17-19.

Em outra ocasião, quando Ieshua foi confrontado por um dos doutores da Torah, que perguntou qual dos mandamentos era o mais importante, Ele respondeu:

E Ieshua respondeu-lhe: o primeiro de todos os mandamentos é: Ouve, Israel, o Senhor nosso D-us é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu D-us de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças: este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes” Marcos 12.29-31.

Entretanto, “Shema (Ouve) oh Israel”, estas preciosas palavras, ainda são recitadas em nossas sinagogas messiânicas, em nossas casas, e em nossos ensinamentos para nossos filhos. Se eles foram tão importantes para o nosso Messias, então são muito importantes para nós também.

Ouve, ó Israel, o IHVH nosso Elohim é o único IHVH”.

Roger A. Ludington

(Tradução: Mário Moreno).