Palavra da Torah – Chanucá

Mário Moreno/ dezembro 12, 2017/ Chanucá

Palavra da Torah Chanuká

NUN-Nes, GIMEL-Gadol, Ei-Haya, SHIN-Sham- Um grande milagre aconteceu lá! – significado das

Set of four wooden dreidels.

letras em um Dreidl.

Estas velas acendemos pelos milagres e pelas maravilhas e salvações e para as guerras que lutaram nossos pais naqueles dias neste momento através de seus Santos Kohanim. E todos os oito dias estas velas são santos e não temos nenhuma permissão para fazer uso delas, mas apenas para visualizá-las a fim de reconhecer e louvar o seu nome grande, seus milagres e suas maravilhas e suas salvações. (Recitação depois de acender a menorá de Chanucá)

Há muita conversa sobre milagres no Chanucá, mas o que é um milagre?

A palavra para o milagre “NES” só pode conter a chave para responder a esta pergunta fundamental! Isso eu ouvi há muitos anos do rabino Dovid Gottleib. As letras da palavra “NES” são usadas de três maneiras diferentes. NUN-SAMECH significa um milagre! E também significa uma bandeira, como dizemos diariamente em nossas orações, “v’sah en” – Levante uma bandeira! NUN-SAMECH também pode se referir a um teste! “Depois destas coisas – Elochim nisa es Avraham” D-us testa Avraham”.

Agora o que estas palavras, conceitualmente, têm em comum? O que é uma bandeira? Qual é a função de uma bandeira? O que é um teste? Como pode o entendimento desses dois nos ajudar a definir precisamente é que um milagre? Eu suspeito que depois de ter pensado nisso por um tempo mais do que alguns indivíduos inteligentes vão dizer algo do tipo, “quando uma criança passa de um teste, é um milagre, e sua mãe dá-lhe uma bandeira!” Peço desculpa silenciar sua criatividade, mas isso não é bastante a resposta.

Se você encontrar-se na China, vamos dizer, e de repente você percebe que seu passaporte está faltando. Você tem duas escolhas! Começar a aprender chinês ou ir rápido ao consulado brasileiro. Quando chegares ao bairro com todas as embaixadas estrangeiras que começar para o levantamento da matriz de sinalizadores ansiosamente em busca de “glória antiga”.

Que alívio quando seus olhos finalmente se encontram com a bandeira brasileira. Qual é a bandeira? É um claro indicador de que este edifício é um paraíso para americanos deslocados. Os pontos de bandeira! Ele indica! Este prédio é tudo o que a bandeira diz que é!

Da mesma forma, quando um exército se rende, classicamente, levantam uma bandeira branca. A bandeira branca indica a atitude de derrota e sinaliza uma trégua!

O que é um teste? Uma criança vem para casa com um papel de teste de ortografia que tem escrito melhor 100% acompanhado por um sorriso no rosto. A mãe olha para o papel e abraça seu filho e em seguida, coloca o papel com um imã na geladeira. Ela não beija o papel e coloca o garoto com um imã na geladeira! Por que não? (Não porque o imã não é forte o suficiente) O papel de teste é um indicador sobre a criança! Ele estudou muito! Ele é esperto! Ele tem um futuro brilhante! O Nome dele! O papel aponta para o filho e diz-nos algo sobre ele! Se a nota foi baixa o teste nos diria outra coisa.

Da mesma forma, um pedaço de papel de tornassol, mergulhado em um líquido irá indicar algo sobre a qualidade de acidez ou baixeza da substância no copo. Um teste é um indicador!

Agora é tempo de crise! O que é um milagre? Em acontecendo Chanukah, travou-se uma guerra, e um grupo improvável de soldados com corações puros foram capazes de derrotar um exército organizado gigante e recuperaram o templo sagrado. Quando acenderam a luz deveria ter naturalmente durado um dia… mas durou oito dias.

A vela e o óleo se comportou de forma milagrosa que indicava algo muito importante. Como uma bandeira e como um teste de um milagre é um indicador de profundo da presença do poderoso! A guerra foi travada empregando meios “naturais”. O resultado improvável – a virada chocante contra o império grego sírio superior em força poderia ainda ser explicada por historiadores militares. As velas, no entanto, confirmam e ponto, indicando claramente, até agora, HASHEM está aqui!

Tradução: Mário Moreno.