Curiosidades judaicas

Mário Moreno/ outubro 9, 2017/ Artigos

Curiosidades Judaicas

Gerais

  1. “Abracadabra” vem do hebraico e significa “criarei ao falar“ (Evra Kedabra)?

    2. Muito antes de Colombo (que talvez era judeu), o Talmud de Jerusalém (tratado de Avodá Zará) já declarava que “o mundo é redondo”?

    3. De cada mil cientistas que há no mundo, dois, pelo menos, chamam-se Cohen?

    4. D. Pedro II sabia ler e escrever (e possivelmente) falar hebraico (inclusive escrevia com letra de Rashi)? Ele também falava provençal (uma espécie de ladino francês) e publicou traduções de poemas litúrgicos nestes idiomas?

    5. A construção de um micvê casher é mais importante que a construção de uma sinagoga? Pode-se e deve-se vender uma sinagoga e até um sefer Torah para viabilizar a construção de um micvê?

    6. De 1892 a 1896, o judeu alemão Otto Lilienthal fez mais de 2000 vôos tipo asa delta, muito antes dos irmãos Wright ou Santos Dumont (falecendo no último vôo…)?

    7. O Mar Vermelho (que é azul) na Torah é chamado de Iam Suf (Mar de Juncos) o que em inglês foi traduzido como “Sea of Reeds” que depois de alguma forma virou Sea of Reds ou Red Sea?

    8. No início, os muçulmanos, liderados por Maomé, rezavam voltando-se para Jerusalém. Depois, quando Maomé não conseguiu atrair os judeus para sua nova religião, mudou a direção para Meca, totalmente frustrado com a “teimosia” dos judeus?

    9. Sigmund Freud era conhecido na sua cidade natal, Freiberg, como “Shloimele”, pois esse é o nome que seu pai, Yankl, lhe deu no seu Brit Milá?

    10. Ensina o Talmud: Não existe um sonho sem algum absurdo. Não existe sonho sem interpretação. O sonho se concretiza para o bem ou para o mal de acordo com a interpretação dada. Um sonho é 1/60 de uma profecia.

    11. O Petróleo como fonte de iluminação foi descoberto em 1853 por um judeu galitsianer da cidade de Boryslaw chamado Avraham Schreiner (1820 – 1900)?

Chassidut

  1. 5772 marca 215 anos da edição do livro básico da Chassidut Chabad, O Tanya, que também é a base de muitas obras modernas de mussar (ética judaica), como o Michtav MeEliahu e Lev Eliahu?

    13. Há dois séculos o primeiro Rebe de Chabad, Rabi Schneur Zalman de Liadi (também conhecido como Alter Rebe ou Admur Hazaken) revolucionou o pensamento judaico tanto no campo esotérico, com o Tanya, como no âmbito da halachá, sendo conhecido como Harav?

    14. O sobrenome do Alter Rebe era Baruchovitch (“filho de Baruch”) e não Schneersohn? Seus filhos eram chamados de Schneury e a partir de seus netos é que passaram a ser conhecidos como Schneersohn?

    15. O Alter Rebe e o Baal Shem Tov (fundador da Chassidut) nasceram ambos no dia 18 (CHAI — [que dá] vida a) Elul?

    16. O Baal Shem Tov nasceu no ano de 5458 (NaCHaT ou naches, satisfação, em hebraico) há 314 anos?

Histórias chassídicas

  1. O Alter Rebe dizia: “As explicações profundas da Torah que escutávamos do Magid de Mezrich era para nós considerado como a Torah oral. Quando ele nos contava histórias, considerávamos como se fosse a Torah escrita. Há também uma outra comparação demonstrando a importância da história judaica: No Templo sagrado além de acender a Menorá todos os dias, era preciso também antes limpar os copinhos da Menorá. Somente após esta limpeza, acendiam-se as velas. As mitsvot e bons atos são comparados ao acender das velas, enquanto que as histórias judaicas, ao limpar dos copinhos. Uma história quando bem contada aquece o nosso coração, aquece o lar judaico.

    18. O Rebe de Lubavitch anterior escreveu muitas histórias. Ele costumava dizer: “É preciso saber como contar uma história, dar a ela vida. E é preciso saber escutar uma história, como se estivesse vivenciando-a. Uma história de um Tsadik ou de um chassid deve ser contada com todos seus detalhes exatamente como aconteceram, sem acrescentar interpretações próprias. A alma do judaísmo e da Chassidut é transportada de geração para geração através das histórias”. Sobre Chanucá há um ditado chassídico que diz “Escute o que as velas estão nos contando”.

Torah

  1. A divisão da Torah em capítulos não é de origem judaica? Foi feita por cristãos com intuito de “reinterpretar” certas passagens e durante os debates religiosos da Idade Média acabou tornando-se necessária para nós, suplantando o uso da divisão natural da Torah em Parashiot pequenas e grandes?

    20. As Tábuas da Lei nunca foram as Tábuas da Lei? Sim, leis da Torah existem muito mais do que dez, para ser mais preciso existem 613 Mandamentos: 248 deveres e 365 proibições. Em hebraico as Tábuas são chamadas de Luchót Habrit, ou seja, Tábuas do Pacto ou Aliança, e os ditos Dez Mandamentos são Asseret Hadibrót, ou seja, os Dez Pronunciamentos?

    21. Moshe Rabeinu recebeu no monte Sinai, além das Luchot – Tábuas da Lei com os dez mandamentos e parte da Torah escrita em pergaminho (igual a que nós temos hoje nas sinagogas). A Torah oral, isto é, explicações e detalhes de tudo que estava escrito na Torah, ele recebeu de D’us oralmente (mais tarde parte dela foi escrita no Talmud).

Criação do mundo

  1. D’us criou o mundo com Sua fala e que o idioma usado foi o Lashon Hakodesh (parecido com o Hebraico atual).

    23. Os anjos foram criados no segundo dia da criação.

    24. Adam (Adão) foi criado como uma pessoa com a idade de 20 anos.

    25. A fruta proibida não era maça, mas sim figo. (Há, no Talmud, outras opiniões: uva ou então trigo. Uma quarta opinião: o Etrog).

    26. Adam deu o nome (hebraico) para todas as espécies criadas.

    27. Adam viveu 930 anos, e viveu até seus descendentes de Sexta Geração.

Dilúvio

  1. Antes do dilúvio era permitido aos homens comerem só frutas e verduras e somente após o dilúvio foi permitido comer carne.

    29. A arca de Noé tinha o formato de uma caixa de sapatos gigante com teto e não de um “barco” com girafas e elefantes saindo pela janela (senão seria a “barca” e não a “arca” de Noé…)?

    30. Durante o ano do dilúvio o Sol, a Lua e as estrelas ficaram inativos, portanto não houve dia, noite, verão ou inverno.

    31. Na tevá de Nôach os animais conviveram em paz entre si, assim como ocorrerá após a vinda de Mashiach.

    32. O homem que mais viveu na face da terra foi Metushelach (Matusalém). Ele viveu 969 anos e faleceu uma semana antes do dilúvio.

    33. Nôach alcançou a décima geração de seus descendentes, vivendo na mesma época que Avraham durante 58 anos.

Patriarca Avraham

  1. A mãe de Avraham chamava-se Amtalai filha de Cárnevo. Sara sua esposa era filha de seu irmão Haran, portanto sua sobrinha.

    35. Hagar, que era ajudante da casa de Avraham, com quem Avraham se casou a pedido de sua esposa Sara e teve seu filho Yishmael, era a filha do rei Paró (Faraó) do Egito.

    36. Terach, apesar de viver toda sua vida acreditando em estátuas, fez teshuvá no final de seus dias e faleceu como tsadik (um justo).

    37. A primeira vez que consta a palavra Cohen (sacerdote) na Torah é na Parashá que refere-se a Shem, filho de Nôach, como sendo Cohen e por isso Avraham deu-lhe o dizimo de tudo que possuía.

    38. Os anjos vieram visitar Avraham em Pêssach e exatamente um ano depois, em Pêssach, nasceu Yitschak.

    39. Um anjo, quando enviado por D’us, pode efetuar somente uma missão. No entanto, o mesmo anjo que veio curar Avraham, Refael, veio também salvar Lot da destruição de Sedom. Porque curar e salvar alguém é considerado uma única missão.

    40. Avaraham instituiu a reza da manhã, Shacharit, seu filho Yitschak, a reza da tarde, Minchá e seu neto Ia´aqov a reza da noite Arvit (ou Maariv). Isto está simbolizado na segunda letra de cada um de seus nomes: a letra bet (é a mesma que a letra vet) de Avraham é a primeira letra da palavra boker (manhã), tsadik de Yitschak, tzohoraim (tarde) e ain de Ia´aqov, erev (noite).

Patriarca Yitschak

  1. Yitschak foi o único patriarca que nunca saiu de Israel. Pela sua santidade, por ter sido preparado para um sacrifício, ele não podia sair de Israel. Por isso Avaraham mandou seu ajudante Eliezer procurar-lhe uma esposa.

    42. Em Mearat Hamachpelá estão enterrados quatro casais: Adam e Chava, Avraham e Sara, Yitschak e Rivka e Ia´aqov e Lea. Eliezer, o servo de Avraham, tinha uma filha e queria que Yitschak se casasse com ela.

    43. Avraham teve no total oito filhos. Ele teve mais seis com Hagar, serva de Sara e mãe de Yishmael, que é chamada de Keturá.

    44. Yishmael faleceu aos 137 anos, como Tsadik (justo), pois fez teshuvá (retornando ao bom caminho no final de seus dias).

    45. Avraham, Yitschak e Ia´aqov viveram na mesma época durante 15 anos. Pois Avraham faleceu no ano 2123 e Ia´aqov nasceu em 2108.

    46. Esav nasceu com muito pelo por isso era chamado de Esav (que significa pronto, como um adulto) e sua cor de cabelo era vermelha.

    47. Quando Yitschak foi colocado no altar para ser sacrificado, os anjos viram, e começaram a chorar, suas lágrimas caíram sobre os olhos de Yitschak. Essas lágrimas tornaram-lhe cego mais tarde.

Patriarca Ia´aqov

  1. Ia´aqov ao sair de sua casa a caminho da casa de Lavan, seu tio, ficou durante 14 anos estudando Torah na Yeshivá de (Shem e seu bisneto) Ever.

    49. O fato do falecimento de Avraham ter sido relatado na Torah antes do nascimento de Ia´aqov, não constitui contradição, pois na Torah os acontecimentos não estão relatados necessariamente em ordem cronológica.

    50. Yaccov ficou longe de seus pais durante vinte e dois anos. Vinte anos na casa de Lavan e dois no caminho de volta para casa. Yossef, seu filho, vendido pelos irmãos, ficou também afastado vinte e dois anos de Ia´aqov.

    51. A Torah ensina como se deve festejar o casamento, com refeições festivas, durante sete dias.

    52. Yissachar originalmente chamava-se Yissasschar, mas transferiu um shin para seu filho que chamava-se Yov e passou a se chamar Yashuv.

    53. Léa após ter seis filhos rezou para que o próximo fosse uma filha para que Rachel completasse com seus dois filhos as doze tribos. O nome desta filha era Dina.

    54. O ditado “As paredes tem ouvidos” aprendemos da parashá em que Ia´aqov chama Rachel e Léa para conversar no campo.

    55. 100 vezes Lavan modificou acordos feitos com Ia´aqov.

    56. Os 14 anos que Ia´aqov ficou estudando Torah não são considerados.

    57. (Alguns) anjos recebem um nome diferente para cada missão que efetuam. Por isso o anjo não disse seu nome a Ia´aqov, pois não tinha nome fixo.

    58. O sol nasceu mais cedo para curar Ia´aqov através de seus raios. As horas que o sol se pôs mais cedo na viagem de ida, foram compensadas por esta alvorada antecipada.

    59. É desta Parashá que se origina a proibição de comer o nervo ciático de um animal, em lembrança da cura que Yaavov recebeu de Hashem.

    60. Ia´aqov escondeu sua filha Dina dentro de um baú, para evitar que Esav se casasse com ela.

    61. Linguagem de Esav: “Tenho muito (mais do que preciso)”.

    62. Linguagem de Ia´aqov: “Tenho tudo (que necessito)”.

    63. Shimon e Levi tinham 13 anos quando destruíram Shechem. Desta passagem, em que a Torah os chama de “Ish” (homens), aprendemos a idade do “Bar Mitsvá”.

Extraído do site do Beit Chabad.