Category Archives: Artigos

Trazendo luz as Escrituras

Trazendo luz as Escrituras

Trazendo luz as Escrituras Conectando o Rei David: a luz e temor Existem muitos versículos nas Escrituras que são realmente incríveis, mas agora vamos falar de um onde se encontra a oração de ação de graças recitada pelo rei David: “O IHVH é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor?” (Salmos 27:1). No original, em hebraico, as palavras são: יְהוָה אוֹרִי וְיִשְׁעִימִמִּי אִירָא Adonai ori v’ishimimi ira Vamos atentar para a semelhança poética entre a segunda palavra (ori – minha luz) e a última (ira – terei temor). Ela contrasta a mensagem principal de uma forma muito bonita. Somente no original em hebraico é possível apreciar a verdadeira emoção de Davi: a luz de D-us anula o temor dos homens. Este contraste nos leva a penarmos em algo muito profundo: quando eu tenho a Luz e a salvação do Eterno elas me fazem enxergar a verdadeira dimensão de minha vida e isso lança fora todo o temor. Vamos analisar as ocorrências desta palavra “ori”: A primeira ocorrência está ligada ao nome de uma pessoa: Betzalel. O texto nos diz: “Eis que eu tenho chamado por nome a Batzalel, o filho de Uri, filho de Chur, da tribo de Judá” Ex 31.2. O que chama mais atenção aqui é que “Betzalel” – que significa “na sombra do Eterno” é filho de Uri – “minha luz”. Betzalel foi chamado

Read More

Etapa UM

Etapa UM

Etapa UM “Ouça, Israel: HASHEM é nosso D’us; HASHEM é um. E você amará HASHEM, seu D’us, com todo o seu coração e com toda a sua alma, e com todas as suas forças“. (Seus meios) (Devarim 6:4-5). Aqui está uma pergunta muito simples e óbvia sobre algo que dizemos várias vezes ao dia durante toda a nossa vida. Eu nunca teria pensado na pergunta se não a tivesse visto no Siddur HaGra, em um comentário em letras pequenas de um dos alunos do Vilna Gaon, Siach Yitzchok. A questão é assim; “Nesta primeira linha, do que é a declaração de missão, o grito de guerra de nossa nação, declaramos que HASHEM é UM! No segundo verso que se segue imediatamente, somos obrigados a amar HASHEM com todo o nosso ser! Agora, há uma conexão entre essas duas ideias ou são assuntos separados? Se eles estão conectados e um naturalmente leva ou alimenta o outro, como isso funciona? Qual é a dinâmica em jogo aqui? Se forem apenas duas noções separadas, então podemos terminar aqui e desejar um bom Shabat um ao outro! A boa notícia é que existe uma conexão. A Torah não está pulando aleatoriamente de um assunto para outro. No entanto, não é apenas uma conexão tangencial. É uma conexão profundamente poderosa e essencial entre a declaração da UNIDADE de HASHEM e nossa capacidade de

Read More

Torah e o assassino

Torah e o assassino

Torah e o assassino É dito com uma combinação de alegria apaixonada e admiração maravilhada. Conforme a Torah é levantada para que todos vejam, os congregantes apontam para ela enquanto recitam um versículo da parashá desta semana. “V’zot hatorah asher sam Moshe …” Esta é a Torah que Moshe apresentou aos filhos de Israel (Dt 4:44). Parece que este versículo se refere às leis profundas e belas que inspiram o mesmo temor ao ver o rolo da Torah desenrolado em toda a sua glória. Não é. Na verdade, as palavras agora usadas para anunciar a glória da Torah em sua totalidade são colocadas diretamente após uma parte da Torah que poderíamos ter pulado. As palavras, “V’zot HaTorah – esta é a Torah” são escritas seguindo as leis das cidades de refúgio. Pessoas condenadas por homicídio culposo ou aguardando julgamento por esse crime devem permanecer em cidades especialmente designadas até que o Kohen Gadol morra. As cidades de refúgio estão estrategicamente localizadas e na porção desta semana a Torah revisa as qualificações de entrada e os termos de habitação. Nós, judeus, não temos orgulho de assassinos, mas obviamente devemos lidar com eles. A questão é, no entanto, porque as palavras “esta é a Torah”, que parecem personificar a própria essência do nosso código de vida, são colocadas perto de leis que mostram nosso ponto mais baixo. Rashi, o comentarista

Read More

Os 613 mandamentos

Os 613 mandamentos

Os 613 mandamentos Este “artigo” apresenta os 613 mandamentos da Torah somente listados – não comentados – e serve como um referencial para entendermos quantos e quais são os mandamentos que devemos seguir. Os Mandamentos positivos Crer em D-us A unidade de D-us O amor de D-us O temor de D-us A adoração à D-us Os sacrifícios à D-us Jurar pelo nome de D-us Andar nos caminhos de D-us Santificar o nome de D-us Leitura do Shema Estudo da Torah Os filactérios dianteiros Os filactérios traseiros As franjas A Mezuzzah A reunião durante a Festa de Tabernáculos Um rei deve escrever os manuscritos da Torah Adquirir um Manuscrito da Torah Agradecer depois das refeições Construir o Santuário Reverenciar o Santuário Guarda do Santuário Os serviços levíticos no Santuário Os serviços dos sacerdotes Sacerdotes acendendo as lâmpadas Sacerdotes abençoando Israel Os pães da proposição Queimar o incenso O fogo perpétuo no altar Remover as cinzas do altar Remover as impurezas Honrar os sacerdotes As vestes sacerdotais Os sacerdotes carregam a Arca O óleo da unção O sacerdote ministrando maldições O sacerdote tornando-se impuros por parentes mortos O sumo sacerdote casar-se com uma virgem O sacrifício diário A oferta diária do sumo sacerdote A oferta adicional do Shabat A oferta adicional da lua nova A oferta adicional da Páscoa A oferta das primícias da cevada A oferta adicional de Shavuot

Read More

Onde está você?

Onde está você?

Onde está você? “Assim diz HASHEM: Não deixe o homem sábio se gabar de sua sabedoria, nem o homem forte se gabar de sua força, nem o homem rico se gabar de suas riquezas. Mas deixe aquele que se gaba de exultar apenas nisso, que ele me entende e me conhece, pois eu sou HASHEM que pratica a bondade, a justiça e a retidão na terra; pois nessas coisas me deleito, diz HASHEM”. (Jr 9:22-23) (Haftará em Tisha B’Av) A vida é um teste de livro aberto. O que HASHEM quer de nós? Qual é o nosso objetivo? Olhe dentro do “Livro” e veja o que Jeremias, o Profeta, diz: “Assim diz HASHEM …” Essas palavras introdutórias devem ser suficientes para convidar qualquer mente curiosa a ler mais. O que é realmente importante? O que é realmente valioso? O que significa mais para HASHEM? Não é uma pergunta capciosa de jeito nenhum! A resposta é explícita. Para ouvir a resposta e estar pronto para absorver a verdade chocante, precisamos nos preparar um pouco primeiro. Havia um fazendeiro que veio para a cidade grande porque tinha um grande evento sofisticado para o qual precisava se preparar. Ele foi a um alfaiate sofisticado e caro para fazer as medidas para um terno novo pela primeira vez na vida. O alfaiate o convidou para vir buscar o terno no próprio dia

Read More

Medo em si

Medo em si

Medo em si Filhos e familiares. Eles acontecem no melhor das famílias, embora o sangue seja mais espesso que a água. Mas, obviamente, o sangue não é os critérios únicos para segurar a espada. O irmão de Ia´aqov, Esav é o pai de Edom e avô de Amalek. E não há amor perdido entre nossas duas nações. No entanto, a Torah nos diz sobre duas famílias – primos, embora muito distante – contra quem não podemos sair para a guerra. Moshe diz aos filhos de Israel que Hashem disse a ele “Você não pode provocar guerra com Moav para os filhos do Lot eu dei Ar como uma herança” (Dt 2:9). Os moabitas eram descendentes de Lot, primo de Avraham. Seus antepassados, Moav, foram geradas através de uma união incestuosa de Lot e sua filha – que o nomeou, inabaladamente, Mo Av, “do meu pai”. Rashi aponta que, embora os judeus fossem proibidos de sair a guerra com Moav, a eles era, no entanto, permitido antagonizar e provocá-los. É por isso que Moav contratou o malvado Bilaam, o Profeta, para amaldiçoar os judeus. Eles estavam com medo deles. Os descendentes de Amon, por outro lado, se saíram melhor. Embora ele também nasceu incestuosamente, o nome Amon esconde esse ato vergonhoso. No mérito da modéstia de sua mãe, os judeus não foram autorizados a antagonizar a nação de Amon.

Read More

Apocalipse 5

Apocalipse 5

Apocalipse 5 “E vi na mão direita do que estava assentado sobre o trono um livro escrito por dentro e por fora, selado com sete selos. E vi um mensageiro forte, apregoando em alta voz: Quem é digno de abrir o livro e desatar os seus selos? E ninguém nos céus, nem na terra, nem debaixo da terra, podia abrir o livro, nem olhar nele. E eu chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abrir o livro, nem de o ler, nem de olhar nele. E disse-me um dos anciãos: Não chores; eis aqui o Leão da tribo de Judá, a raiz de David venceu para abrir o livro e desatar os seus sete selos. E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais e no meio dos anciãos um Cordeiro que estava como matado, e tinha sete chifres e sete olhos: que são os sete espíritos de Elohim enviados a toda a terra. E veio, e tomou o livro da mão direita do que estava assentado sobre o trono. E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de perfumes, que são as orações dos santos. E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir os seus

Read More

Existem Gentios no Reino de D-us?

Existem Gentios no Reino de D-us?

Existem Gentios no Reino de D-us? Uma Introdução ao Estudo das 2 Casas de Israel 1 – A PRINCIPAL MISSÃO DO MESSIAS O Messias Ieshua nos disse que na primeira vez em que Ele veio foi somente para as ovelhas perdidas da Casa de Israel (Mateus 15:24). Mas, o que Ele quis dizer com esta afirmação? As Escrituras falam da existência de duas ‘Casas’. Enquanto o Reino do Sul era chamado de ‘Beit Iehudá’ (Casa de Judá), a quem conhecemos hoje como ‘os judeus’, o Reino do Norte era apelidado de três nomes: ‘Beit Israel’ (Casa de Israel) ou ‘Beit Efrayim’ (Casa de Efraim) ou ainda ‘Beit Yosef’ (Casa de José). Todos estes três nomes são usados de forma sinônima nas Escrituras, e se referem ao que comumente chamamos de ‘As 10 Tribos Perdidas’ de Israel. Como Ele veio da primeira vez com as ovelhas perdidas da Casa de Israel sendo seu principal objetivo, isto logicamente demonstra que a grande maioria dos Seus seguidores são fundamentalmente os descendentes das 10 Tribos Perdidas de Israel, e co-herdeiros do Reino de Israel com os da Casa de Judá. Existem diversas provas nas Escrituras a respeito deste tema, e recomendamos fortemente a leitura da nossa série de estudos “A Completa Restauração de Israel”. O objetivo deste artigo é ser apenas um breve resumo do tema, uma introdução para aqueles que estão

Read More

O significado da palavra Elohim

O significado da palavra Elohim

O significado da palavra Elohim A palavra “Elohim” é também um nome do Eterno? Esta palavra está no plural indicando o que? Vejamos alguns aspectos muito interessantes relacionados a esta palavra tão importante nas Escrituras. A questão ocasionalmente surge “Elohim refere-se a mais de uma pessoa na Bíblia Hebraica?” A raiz da questão vem de Sefer Bereshit / Gênesis 1:26 que diz que D-us disse: “Vamos fazer o homem a nossa imagem, de acordo com nossa semelhança; e deixe-o governar sobre os peixes do mar e sobre as aves do céu e sobre o gado e sobre toda a terra, e sobre todas as coisas rastejantes que se arrastam na terra.” A questão refere-se a quem é que D-us está se referindo quando ele diz “Vamos” fazer o homem a “nossa imagem”. O hebraico na Escritura diz: וַיֹּאמֶר אֱלֹהִים נַעֲשֶֹה אָדָם בְּצַלְמֵנוּ כִּדְמוּתֵנוּ וְיִרְדּוּ בִדְגַת הַיָּם וּבְעוֹף הַשָּׁמַיִם וּבַבְּהֵמָה וּבְכָל-הָאָרֶץ וּבְכָל-הָרֶמֶשֹ הָרֹמֵשֹ עַל-הָאָרֶץ: texto hebraico usa os sufixos pronominais “נו” nas palavras בְּצַלְמֵנוּ כִּדְמוּתֵנוּ que significa “à nossa imagem como nós.” Os cristãos tipicamente argumentam que Elohim é plural para o que significa D-us e, portanto, prova que D-us é três: Pai, o Filho e o Ruach Hakodesh (Espírito o Santo). Esse tipo de raciocínio é o que eu chamo de “técnica exegética pobre”, já que uma doutrina inteira na Trindade é feita e resumida com base em

Read More

Nós nos adoçamos

Nós nos adoçamos

Nós nos adoçamos “HASHEM falou a Moshe, dizendo: Pinchas, o filho de Eleazar, o filho de Aarão, o Cohen desviou minha ira dos filhos de Israel por zelosamente vingar-me entre eles, de modo que não destruí os filhos de Israel por causa do meu zelo. Portanto, diga: “Eu, por meio deste, dou a ele Meu pacto de paz”. (Bamidbar 25:10-12) Isso sempre me fascina. Pinchas ganha um prêmio da paz. É tão contra-intuitivo. Ele faz o que parece ser um ato brutal do assento do observador, mas é recompensado por criar paz. Podemos apenas concluir que a definição de paz da Torah não se limita ao que imaginamos. A paz, sabemos, não é apenas a ausência de guerra. Sabemos muito bem como uma “guerra fria” pode ser hostil tanto a nível internacional como interpessoal. Pode não ser uma guerra total neste momento, mas as tensões são altas e os dois lados não desejam o bem um do outro. Não é nada agradável e a guerra é sempre iminente. Tudo o que um lado precisa fazer é cruzar uma fronteira, mesmo inocentemente, e as lutas começam. Alguém estava tentando negociar a paz entre dois homens e ele conseguiu que um dissesse: “Eu vou fazer as pazes com você se você se reconciliar comigo!” O outro irritou-se com a oferta e disse: “Lá vai você começando de novo!” Isso não

Read More